No final da lista, a diferença pode ser bastante considerável.

Além de procurar em vários estabelecimentos os preços mais vantajosos, há outras maneiras de economizar na compra do material escolar:

1 – Pedir à escola a devolução dos itens não utilizados 
As instituições de ensino devem entregar, ao final do período letivo, os produtos que ficaram guardados nas suas dependências e não foram usados, como resmas de papel, potinhos de tinta e tubos de cola, empregados pelas crianças menores. Muitos pais reclamam, aliás, que os volumes solicitados têm sido exagerados. Então, além de aliviar a conta agora, o inventário desses artigos também ajuda a fundamentar os pedidos por listas mais austeras.

2 – Fazer um levantamento de todos os artigos em bom estado e organizar um bazar de troca com outras famílias
Principalmente os livros-texto são bem aproveitados pelos estudantes por várias turmas, porém não só. Compassos, réguas, tesouras, estojos, mochilas e outros equipamentos podem perfeitamente passar para outros alunos.   

3 – Reunir os pais e comprar no atacado
Mesmo que a papelaria não venda pacotes fechados, é possível negociar bons descontos na aquisição de quantidades maiores. Dependendo do tamanho do grupo, uma viagem de um ou dois representantes a uma loja de outra cidade, maior, vale a pena.   

4 – Pesquisar (e comprar) pela internet também
Geralmente, os estabelecimentos tradicionais cobrem as ofertas estampadas nos sites.

5 – Comprar agora somente o que será usado no primeiro semestre
Nesta época, os valores sempre ficam inflacionados. Deixar para completar a lista em abril ou maio compensa, inclusive porque vai dar para ter uma ideia mais precisa do que será efetivamente utilizado.

Qual é a sua estratégia para gastar menos com o material escolar? Deixe um comentário! Sorriso

ATUALIZAÇÃO: Caríssimos leitores, este texto saiu originalmente em 16 de janeiro, mas, por erro meu, foi apagado por engano. Estou republicando agora; infelizmente, não consegui recuperar os comentários. Desculpem minha inépcia. 

Siga a coluna no Twitter para um resumo diário das notícias que mais interessam ao seu bolso!

+ INFORMAÇÕES EM MERCADO

+ DICAS PARA CUIDAR BEM DO SEU DINHEIRO